ERÍNIAS EM TEMPORADA DE CAÇA

erinias

Dioniso tem muitos nomes. Delcídio-Moro, seu profeta, são um e o mesmo. O deus das metamorfoses chegou à pólis para destruir as formas vazias, as aparências mentirosas de Apolo, o senhor das racionalizações delirantes que nos convencem de que a mentira é verdade e a luz é escuridão. Penteu e seus asseclas não encontrarão refúgio sob as anáguas de mamãe. As formas corrompidas, rígidas, anacrônicas precisam ser aniquiladas de todo, para que o novo se instale. O profeta do caos serve a Dioniso e não tem partido, ideologia, sequer religião. Ele foi convocado por um miasma de 500 anos, uma força de equilibração incontrolável, imprevisível e inexorável, que arrastará consigo a todos os poderosos, se nós, os protagonistas desta tragédia, abrirmos os olhos e enxergarmos o que está além dos fatos objetivos. A lama arrebentou as comportas e não há meio de remetê-la de volta. Dança de Shiva, que está batendo seu tridente no solo brasileiro desde o acidente em Mariana, literal e metaforicamente. O herói descompensado está sendo reenviado aos seus limites por outro herói descompensado, como exemplo de que a justiça deve ser igual para todos. Quem consegue perceber o mito a se desenrolar por detrás das narrativas banais, que abandone a obsessão pelo detalhe, que sacrifique a visão parcial, deixe de ser massa de manobra e se torne afinal massa crítica. Ouviremos, sim, contra nossa vontade de vomitar, os grampos de todos eles, PT, PMDB, PSDB e PQP, toda as vozes cínicas, prepotentes, em agonia dos saqueadores dos sonhos e dos sequestradores do patrimônio do povo brasileiro. É a Alma Imoral, a lei da Mãe em ação, desafiando a justiça do Pai, que está morta na letra fria e apodrece nos autos. Essa escuta, acolhida no coração do Brasil, que está ferido, pode nos trazer enfim a consciência da manipulação que vimos sofrendo por parte de todos os marqueteiros e enganadores, os profissionais e os amadores da mentira em todas as instâncias, acoitados em todos os valhacoutos do poder. Só não acessaremos a consciência necessária dessa dor e dessa perda se persistirmos na negação e se pactuarmos, como querem os que dividem para governar, com a dialética da exclusão da diferença e do conflito. A esquerda e a direita são engodos a que nos rendemos infantilmente, nós que precisamos de maniqueísmos rasos para nos manter apegados aos cadáveres dilacerados de nossas ilusões. Essa manobra arcaica e torpe do patriarcado continua a nos seduzir, aos mais inteligentes e cultos inclusive, com sua retórica simplista do “nós contra eles”. Hora de crescer. Hora de entender o lado sóbrio da cidadania, o fardo da consciência, a canga dos deveres. Todos os corruptos serão igualmente implicados e, se apoiarmos a Verdade, que é maior do que a Lei, também serão punidos exemplarmente, em favor do Brasil e dos brasileiros, da geração presente e das futuras. A Lava Jato não é nem nunca foi uma investigação política. Ela é 100% criminal, basta de auto-engano. A hybris, a desmedida que não vê problemas em incendiar um país para salvar a própria pele só se intimida diante da hybris oposta e complementar. Um moderado jamais teria coragem e audácia para afrontar os inconscientes possuídos por forças que eles mesmos desconhecem e pelas quais não têm respeito algum. Os deuses são homeopatas: usam o semelhante para curar o semelhante. Não são os autodenominados poderosos que convocam essas energias genuinamente poderosas, nem mesmo a luminosidade cegante com que eles se revestem. Elas emanam de nós, do povo brasileiro. Essa energia é nossa e nós a desperdiçamos, alimentando com ela nossos próprios predadores. Se contudo nós a conscientizarmos, ela destruirá aqueles que a convocaram em favor de interesses escusos, levianamente, sejam eles quem forem, estejam aonde estiverem. Chegou a hora de espada de Nêmesis, a Inescapável, ceifar os desonestos, os cínicos, os que escarnecem de nossas carências e fragilidades. As Erínias estão à caça dos que defraudam e devoram a alma da pólis. Que caiam todos e que nós, o povo brasileiro em sua diversidade, Uno e Múltiplo, percamos enfim essa perversa inocência, nos movendo da puerilidade dualista em direção à maturidade da cidadania plena.

 

Shiva

Anúncios

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Cristiane Marino
    mar 20, 2016 @ 15:50:18

    Não consigo parar de aplaudir!!!
    Matou a cobra e mostrou o pau…rsrsrs
    Bjs

    Responder

  2. Fabiana
    mar 20, 2016 @ 17:32:46

    Tempo de amadurecer, de olhar a complexidade dos eventos com transparência e objetividade. Post lindo, presente que sintetiza o que temos colhido nesses tempos turbulentos… Muito obrigada!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: